NOTÍCIAS

Informações atualizadas todos os dias

Países da UE abatem dezenas de milhares de aves para travar IA

Avicultura Industrial

Países europeus enfrentam uma série de surtos de influenza aviária altamente patogênica e que tem obrigado ao abate de dezenas de milhares de galinhas e frangos de corte. As contaminações ocorrem principalmente pelos sorotipos H5N1 e H5N8. 

De acordo com o SputnikNews, o H5N8 foi confirmado em uma granja perto de Rostock, no estado de Mecklemburgo-Pomerânia Ocidental, na Alemanha. Cerca de 4.500 galinhas na granja serão abatidas, mas como a granja está dispersa em vários locais, de acordo com a SputnikNews, o número total de abates pode atingir as 70.000 aves domésticas sacrificadas.

Outros surtos de influenza aviária foram registados na França, na Córsega, na Holanda, no Reino Unido e na Dinamarca. E com tantos casos, os países começaram a tomar providências mais incisivas para conter a disseminação.

A Holanda ordenou o abate de 48.000 galinhas na terça-feira passada (10), o Reino Unido ordenou sacrificar 12.000 aves domésticas numa granja no noroeste da Inglaterra.

Nesta segunda-feira (16) a Dinamarca determinou o abate de 25.000 aves e suspendeu a exportação de aves e ovos para os países fora da União Europeia por um período de pelo menos três meses.

O risco da doença ser transmitida para o ser humano é considerado baixo, mas devido aos surtos em granjas em diversos países é necessário realizar programas de abate de modo a que a propagação da influenza aviária seja controlada.