NOTÍCIAS

Informações atualizadas todos os dias

Frango/Cepea: preços cedem na segunda quinzena de fevereiro mas superam valores de janeiro

Agência Estado

O preço médio da carne de frango em fevereiro supera o valor apurado em janeiro, ainda que a procura pelo produto tenha caído nesta segunda quinzena, o que se refletiu nas cotações, disse o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea). A cotação do frango inteiro congelado comercializado na Grande São Paulo no período de 17 a 24 de fevereiro recuou 1,7%, para R$ 5,82 o quilo na quarta-feira (24). Apesar da baixa, a média na parcial do mês, de 5,79/kg, é 1,8% superior à de janeiro. Na região de Toledo (PR), a desvalorização da carne congelada foi de 1,4% em sete dias, chegando a R$ 6,77/kg ontem. A média parcial de fevereiro ficou em R$ 6,70/kg, 10,2% acima da registrada no mês anterior.

A reação negativa também foi observada nos preços dos cortes e dos miúdos, diz o Cepea. A coxa com sobrecoxa resfriada, um dos cortes com melhor saída no mercado doméstico, teve desvalorização de 2,8% entre 17 e 24 de fevereiro, cotada a R$ 6,29/kg na quarta-feira. A média parcial do mês, de R$ 6,31/kg, é 5,3% maior ante a observada em janeiro.

Já o peito resfriado, item que também é muito procurado pelo consumidor brasileiro, fechou a R$ 7,09/kg ontem (24), queda de 0,4% em sete dias. A média, de R$ 7,01/kg na parcial de fevereiro, também é maior que a de janeiro, em 5,2%.

Colaboradores do Cepea indicam, ainda, que há baixa disponibilidade interna de alguns produtos por conta das exportações, caso do pé, do coração e do pescoço. Na comparação com outros períodos, a oferta interna está restrita e os preços, elevados, devido à alta demanda externa.

Em relação aos insumos, os preços do farelo estão em queda, enquanto as cotações do milho voltaram a se elevar, segundo levantamento da Equipe Grãos do Cepea. O Indicador ESALQ/BM&FBovespa registrou alta de 1,7% de 17 a 24 de fevereiro, indo a R$ 85,19/saca na quarta-feira. Por outro lado, a tonelada de farelo de soja comercializada no mercado de lotes de Campinas teve queda de 1,6% no mesmo período, cotada a R$ 2.833,00.